Escolha uma Página

Quando criança ouvi dizer que havia uma lenda muito antiga que nasceu lá onde nascem todas as lendas e dizia que no final do arco-íris havia um pote de ouro. Sonhadora como era, sempre me perdia na beleza daquelas cores e, invariavelmente, deixava o pote em segundo plano. E, apesar de muitas mudanças, a vida continua a mesma: enquanto uns admiram a beleza do arco-íris outros focam em encontrar o ouro. A pergunta que tenho para ambos: Qual a cor da felicidade? E se é que existe, no que ela consiste em admirar a cor ou em possuir o pote?

Seja honesto comigo, meu amigo, é a cor ou é o pote que te move? Não se envergonhe se for a cor, tampouco se sinta constrangido se for o ouro; não é pecado ser sonhador, nem é defeito ter ambição…

Defeito é não ter a coragem de ambicionar o ouro, nem a sensibilidade de admirar o belo!

Agora me diga, meu amigo: O que te move? ´

%d blogueiros gostam disto: