Escolha uma Página

Nas postagens anteriores conversamos sobre meditação e consciência plena. Sei o quanto é difícil incorporar estes dois hábitos tão saudáveis nas nossas rotinas, pois nós, ocidentais, não estamos acostumados, nossa cultura é totalmente diferente da cultura oriental, onde esta prática é muito comum, no caso a meditação – o Mindfulness surgiu nos Estados Unidos e é algo relativamente novo se comparado à prática milenar da meditação. Eu mesma confesso a vocês que não medito todos os dias. Por mais que tenha tentado, não consigo realizar esta façanha diariamente. Pra quê vou mentir pra vocês e fingir ser a Osho da Bahia? Não meu bem, não medito todos os dias… Mas me esforço para fazê-lo sempre. Por outro lado, aprendi a respirar para acalmar a mente e também a praticar a consciência plena e vou adequando uma técnica com a outra para que isso não se torne uma coisa chata. Tudo o que nos é forçado, obrigado, abandonamos com maior facilidade, por isso, aja de forma natural e vá adquirindo os hábitos, praticando as técnicas pouco a pouco, respeitando seus limites e sendo grato cada vez que conseguir avançar um pouco mais. Procure praticar as técnicas que melhor se adequem à sua realidade e à sua própria rotina. Mesmo porque os seres humanos são diferentes e o que funciona pra Chico pode não servir para Francisco. Forçar a fazer algo que não faz com que se sinta bem é ir contra a lei natural e não lhe trará nenhum benefício.

Basicamente a Lei da Atração resume-se em “sentir-se bem”, pois quando você se sente bem, você acaba atraindo para a sua vida as coisas boas, porque também passa a ver a vida com outra perspectiva. E tudo começa a fluir de maneira diferente. E existem várias ferramentas magníficas para fazê-lo sentir-se bem, a meditação é apenas uma delas. Existem as afirmações positivas, a visualização, a mudança de pensamento a fim de mudar a frequência, a prática do ho’oponopono – sobre a qual falaremos mais adiante e, existe a gratidão! Sim a GRATIDÃO pura e simplesmente! Entre na frequência da GRATIDÃO e atraia mais motivos para ser grato.

O Universo reage de acordo com a frequência que você vibra. Existem pessoas que vivem com medo de ladrões, de violência e justamente estas pessoas, apesar de se tornarem mais precavidas, são as que constantemente acabam sendo vítimas de assaltos, roubos, furtos etc. Por que isso ocorre? Porque elas estão na mesma frequência que o ladrão, elas acabam atraindo aquilo que elas mais pensam. Porque quando eu penso muito em uma coisa – mesmo que eu não a queira – eu acabo reforçando esta ideia dentro de mim e atraindo para a minha vida justamente o que não quero. O mesmo acontece com a pessoa que tem medo da doença ou que tem pânico em ficar desempregado, invariavelmente acabam atraindo estas situações para a sua vida. Loucura não? Mas é justamente o que acontece.

Calma chuchu! Não estou dizendo para você deixar a sua casa aberta ou andar na rua dando mole para os trombadinhas ou para não cuidar da sua saúde. Não estou pedindo para se descuidar. Ser precavido é uma coisa, ser paranoico é outra completamente diferente. Tome suas precauções, mas não foque nisso. Não dê muita importância ao que não quer. E, por falar em não querer…

Você não quer meditar, não quer ser grato e acha tudo isso o que estou escrevendo um perfeito lixo e sequer pretende acessar outra vez este site. Ok, meu amigo, fico triste, mas respeito sua opinião, mas, pelo menos, me dê uma chance, ou melhor dê uma chance a si próprio. Volte para o seu eu e veja quantas vezes tem reclamado do seu trabalho, da sua família, das coisas que tem, das contas que paga, da vida que Deus lhe concede gratuitamente todos os dias. Isso tem resolvido os seus problemas? Reclamar é clamar duas vezes. É pedir mais do mesmo! Mude esta frequência parando de reclamar! Faça justamente o contrário: Seja grato!

Tente ver as coisas por outro ângulo: ao invés de reclamar da sua família, por exemplo, agradeça por ter uma, mesmo com todas as suas particularidades, excentricidades e esquisitices. Sinto em lhe informar, mas não existe família perfeita. Faça isso com o seu trabalho, pense que é através dele que paga as suas despesas e consegue sobreviver. Pense em quantas pessoas estão desempregadas por conta da pandemia. Abençoe aquele seu colega chato que só quer lhe puxar o tapete! Epa! Não estamos falando aqui em conformismo, nem em ser um imbecil, pelo contrário, estamos aqui no propósito de evoluir, de crescer, mas enquanto não parar de reclamar e de vibrar na mesma frequência que a do seu colega falso, a sua vida não vai a lugar algum, e, se sua vida estivesse às mil maravilhas você não estaria aqui perdendo o seu precioso tempo lendo este texto. Sejamos honestos! PERMITA-SE! Abra o seu coração, mude seus conceitos antes que seja engolido por eles. A vida é muito curta para perdermos tempo com reclamações e sentimentos negativos. Vamos mudar isso.

Sou grata por você estar me dando a oportunidade de melhorar enquanto ser humano e evoluir mais e mais, pois enquanto eu estou aqui passando a você os conhecimentos que me foram passados por outros, aprendo mais e aperfeiçoo algumas técnicas que ficaram para trás. Praticar a Lei da Atração mudou a minha vida. De verdade. Não fiquei rica, não atraí milhões – porque muitos buscam a Lei da Atração para este fim -, mas ganhei uma qualidade de vida ímpar e evoluí muito como ser humano. Meus filhos , muitos amigos, familiares, pessoas que convivem comigo, me conhecem desde sempre e acompanham a minha trajetória leem esta página e não tenho necessidade nenhuma de me expor mentindo sobre coisas que não vivencio, não seria burra a ponto de perder a credibilidade das pessoas que amo contando um monte de lorota, mesmo porque a mentira não se sustenta. Pelo amor da santa! Não sou uma personagem, sou uma mulher com uma bagagem de vida que tinha muitas crenças limitantes, muitos paradigmas e muitos traumas de infância que tornavam impossível uma evolução. Passei por psicólogos e até psiquiatras e, vivia uma busca constante de mim mesma e das minhas verdades tentando me libertar das culpas e dos medos. Queria ser uma pessoa melhor, queria uma versão melhor de mim mesma. Sabia que eu poderia ser esta versão, só não sabia como fazê-lo. Hoje afirmo com todas as letras que mudei a minha realidade. Praticando a Lei da Atração consegui fazer por mim o que anos de terapia não conseguiu: mudei meus paradigmas, superei meus traumas, deixei o passado para trás, foquei no agora e me libertei das amarras que me prendiam a uma vida infeliz. Sei que ainda tenho muito o que melhorar, tenho muito o que aprender e muito o que evoluir também, mas sei que já não retorno nunca mais ao que fui e sou muito grata ao Universo por isso. Muitas pessoas me chamavam e ainda me chamam de louca, porém eu as abençoo com amor e sigo adiante trabalhando a minha evolução, vigiando meus pensamentos, sentimentos e emoções…

Debruçar sobre mim mesma e aprender a reconhecer minhas emoções foi fantástico para o meu crescimento pessoal. O lado emocional interfere demais na nossa trajetória e pode nos impulsionar para o alto, como nos lançar para o abismo mais profundo e ter o controle das emoções é fundamental para o auto conhecimento. Toda vez que observar um pensamento que te traz uma emoção ruim, mude o pensamento. Ele é só um pensamento e não passa disso. Assim você muda a frequência. Eu aprendi muito com Louise Hay, seus livros são fantásticos e me serviu como um verdadeiro alicerce nesta caminhada. Super indico o título VOCÊ PODE CURAR SUA VIDA. No Brasil você encontra a um preço muito bom no site Estante Virtual que é uma plataforma de livros usados, o popular Sebo. Os livros são muito bem cuidados e parecem novos. Vale muito a pena comprar, porque chegam a custar 1/3 do valor do novo. Em Portugal não sei se existe este tipo de site, mas na Fnac é encontrado facilmente. Ler é necessário para quem quer evoluir e não há evolução sem esforço, sem conhecimento. Não existem fórmulas mágicas, eu pelo menos, não dei a sorte de cruzar com elas, se você tiver alguma, me passe, por favor. Vale a pena investir em você. Outra dica: Há muitos áudios de Louise Hay disponíveis no YouTube, super recomendo, assim como as palestras de Eckhart Tolle. Esses dois seres humanos têm obras incríveis que podem ( e muito ) ajudar nesta trajetória. Somos abençoados, porque há muito material no mercado para nos dar o suporte que precisamos.

Com o tempo você próprio vai criando suas próprias ferramentas, descobrindo mais material à medida que vai se conhecendo.Há uma estratégia boba que uso para mudar a frequência, que é ouvir música. Isso mesmo! Quando me sinto triste ou chateada entro no Spotify e coloco músicas que gosto e viajo na maionese. A música acalma e nos remete a outros patamares. Tem uma amiga que usa a visualização; quando ela está triste, ela se imagina numa praia ou em alguma situação que a faça feliz. O importante é aprender a mudar a sua frequência e, consequentemente facilitar o alinhamento. Não se limite só às minhas experiências. Crie as suas próprias. E digo mais: existem muito mais ferramentas, me limitei a escrever sobre as que conheço e aplico, porém o campo é vasto. O importante é você colocar em prática, pois o conhecimento sem prática não vale de nada!

Com o passar do tempo, a coisa se torna tão natural que você se surpreenderá com os avanços alcançados. Tinha uma conhecida a quem apresentei a Lei da Atração e ensinei os primeiros passos e, funcionou tão bem para ela que hoje é ela quem tem me dá aulas. E com ela a coisa flui de maneira impressionante, justamente porque ela acredita. O primeiro passo é se permitir, sabendo que é um trabalho de formiguinha que requer muita paciência e determinação, lembrando sempre que não deve olhar isso como algo forçado para não abandonar a trajetória, mas ir caminhando naturalmente e aproveitando cada passo da jornada. A colheita será fantástica, pois o Universo fluirá a seu favor e as coisas passarão a dar certo na sua vida. Acredite!

Semana que vem falaremos sobre GRATIDÃO! Abordaremos muitas técnicas, todas baseadas neste tema. Vários exercícios que farão com que sua semana seja maravilhosa.

Namastê!

%d blogueiros gostam disto: